Maria Fátima Pientznauer

AMOR E PAIXÃO, GRANDE EXPLOSÃO!

Textos


NA MADRUGADA.

NA MADRUGADA A SOLIDÃO
INSISTE EM MIM HABITAR,
A DOR
VIVE A ME AÇOITAR.

NA MADRUGADA A DESILUSÃO
INVADE O MEU CORAÇÃO,
A NOSTALGIA
TRAZ-ME REBELDIA.

NA MADRUGADA O MEU EGO FERIDO
FICA PARTIDO, VIVO A VAGAR;
O DESESPERO
VEM A MENTE, QUASE A ME MATAR.

NA MADRUGADA CADA MINUTO
CADA SEGUNDO
VEM COM A ETERNIDADE DA DESARMONIA
SOBRE MIM PAIRAR
NA MADRUGADA!
Maria Fátima Pientznauer Corrêa de Sá Pierrotti
Enviado por Maria Fátima Pientznauer Corrêa de Sá Pierrotti em 29/03/2021


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras